Artigos

O Voo do Pombo

No antigo testamento encontramos que, após o dilúvio, Noé teria soltado um pombo para ver se ele encontraria terra firme. Na segunda vez, o pombo retornou trazendo um ramo de oliveira no bico, e na terceira, o pombo não mais retornou (Gn 8, 8-13). O reaparecimento da terra firme representa que Deus havia cessado seu combate contra a humanidade, que se havia tornado má.

A Polícia Civil de Corumbá amanheceu triste. Pois o nosso pombo voou e nos deixou. Sim, é isso mesmo. Na língua hebraica, o termo transliterado Yonah, traduzido JONAS, significa “pombo”.

Quando me lembro do meu amigo Jonas, penso no quanto o significado deste nome pode se encaixar tão bem na personalidade deste policial. Contudo, a semelhança de Jonas com o significado de seu nome diz respeito apenas ao símbolo que o pombo representa no cristianismo, no judaísmo e também para a humanidade, de uma forma geral.

O nosso amigo nasceu no dia 25-06-1972 e tinha 44 anos. Era uma pessoa introspectiva, calma, voz pausada, sorriso curto, carismático e muito agradável. Tirar um plantão policial com Jonas era ter certeza de que estava trabalhando com um homem dinâmico, decidido e corajoso, do tipo que todo policial quer ter ao seu lado quando as “coisas esquentam”. Assim era ele, e quem conheceu Jonas e trabalhou com ele sabe do que estou falando.

Jonas pertence a uma família, cujo progenitor, o saudoso “João André”, paraibano macho, foi policial civil, e tem também um irmão pertencente à gloriosa Polícia Militar. Eu, particularmente, conheci e sou amigo de sua família, e, nos tempos idos, comungávamos do mesmo prazer que nos proporcionava as muitas idas na “NHECOLANDIA”.

Jonas era conhecido no nosso meio por “irmão Jonas”. Isto diz respeito não apenas à camaradagem entre colegas, mas também, ao fato dele professar a fé no Senhor Jesus, e, por conta disso sou também seu irmão.

Jonas André dos Santos, por 18 anos servindo a Polícia Civil, foi um policial combatente apaixonado pela profissão e pertinaz contra o crime que combatia e encerrou sua carreira no dia de hoje, ente 00h00min e 00h30min. O velório será realizado na Congregação da Assembleia de Deus, em Ladário-MS.

Mas o nosso pombo não nos deixou. Apenas encontrou outra terra, que está localizada muito além do caos que se encontra a humanidade e resolveu ir para lá, deixando sua família, irmãos e amigos bastante saudosos.

Para amenizar a falta nos plantões que virão, procuremos pensar nos colegas que não estão mais conosco, como se eles não estivessem na escala de serviço, apenas. Na certeza de que muito breve te verei, um abraço e um até breve, MEU AMIGO.

 

Benjamin Roa

Aposentado IPJ.


Parceiros

volta ao topo